sexta-feira, 19 de dezembro de 2008

Zarabatana


Antes de assinar com a Zarabatana(clique aqui pra ver os títulos da editora) eu não tinha ouvido falar muito dela. Lembro de ter lido umas coisas bacanas sobre seus livros, mas nada mais. Conheci pessoalmente o Claudio, o dono e faz-tudo da editora, pouco antes de assinar o contrato. Mas deu pra ver que é um cara decente e com visão artística.
Ele me deu 4 livros da editora que achei muito bacanas e depois de ler eu vou comentar aqui cada um deles.
Aconteceram 2 coisas interessantes depois que a gente assinou o contrato. A primeira é que sem querer acabamos indo parar na loja que eu comprei a edição da National Geographic que me deu a idéia original do projeto. A gente estava lá e eu estava pagando umas revistas que eu estava comprando quando me toquei disso. Engraçado pensar que da última vez que eu entrei naquela loja eu não tinha projeto nenhum e depois que comprei a revista lá, por acaso, eu tive a idéia e voltei quando assinei um contrato pra concretizar ela.
A segunda coisa foi que entramos num sebo e o Claudio quis ver onde dava o fim dele. Fomos indo e, no meio das imensas pilhas de revistas estava o Álvaro de Moya sendo entrevistado para algum programa ou documentário. Pra quem não sabe, o Álvaro de Moya é um dos maiores especialistas e divulgadores dos quadrinhos no Brasil. Um ícone que sempre será lembrado por ajudar a popularizar essa arte por aqui.
Foi meio que mágico pra mim ter topado com ele lá. Como se fosse uma "benção", apesar dele nem ter visto a gente.
Uma coisa engraçada que aconteceu é que tinha um técnico de som de olho pra ninguém fazer barulho pra não atrapalhar as gravações. Eu e o Claudio ficamos em silêncio absoluto só observando. Mas o técnico desviou o olhar e entrou um cara no banheiro que tinha na frente dele (imagino que disseram pra ele "Olha.. a sua única função é não deixar ninguém entrar nesse banheiro. Só isso. Ninguém pode entrar aqui porque senão o som vai ser perdido"). Eu tentei impedir, mas foi tarde demais. Enquanto o Álvaro ia falando ouviu-se o barulho de alguém fazendo xixi e depois dando a descarga. Tudo em eco pela estrutura do lugar.
Pelo olhar feio de alguém da produção pra cara de desespero do técnico alguém deve ter ouvido umas boas depois... rs
E eu, com uma câmera na mão, esqueci de registrar este (e outros) momentos.
Idiota.
Abração!
Celso
Obs. No 2o. tempo da prorrogação tirei pelo menos uma foto.. essa aí que ilustra esse post. O rapaz aí do meu lado é o Claudio Martini, da Zarabatana. Ele tinha acabado de me deixar na rodoviária de Campinas pra que eu voltasse correndo pra labuta na lanchonete depois do nosso agitado dia em sampa.
Obs.2. E eu não fumei nenhuma erva ilegal, não. Era cansaço mesmo.

6 comentários:

Philosophista disse...

Po Celso, o Moya realmente é um dos importantes personagens (por assim dizer) relativo aos quadrinhos no País e, vocÊ, com certeza foi bem cabeçudo de não aproveitar essa oportunidade para tirar umas fotos hehehe mas pelo menos tu teve uma sorte qeu eu e muitos nunca teríamos... (e o cara do som teve um azar que ninguém teria também hehehehe)

E finalemnte está acertada a publicação, é só o Felipe criar culhões e anti-corpos e tu começar a escrever para ver o que acontece!!! Aliás, já que está tudo acertado, acho que não precisa ficar fazendo muito segredo... seria interessante ano que vem fazer um press-release do projeto e manda rpara os sites algumas amostras e outras cosias para colcoar mais em evidência o projeto...

Celso disse...

Então.. o press realease já está feito e imagino que o Claudio já tenha eviado para vários lugares. ;)

Philosophista disse...

AHahahaha tem que esperar até ano que vem que o povo volta das gemadas natalinas

EDDE WAGNER disse...

Vou ficar de olho nas novidades.
Por enquanto, parabéns pra vc e pro Felipe.

Lucas Pimenta disse...

Quando sai a revista?

é o meu tipo de tema, quero ter em mãos logo logo!

Celso disse...

Valeu, Edde!
E, Lucas, é sempre bom saber que não estamos sozinhos na empreitada ;)
Mas o seu "logo" vai ter que esperar.. o livro só vai sair no finalzinho ano. Mas isso porque queremos que fique o melhor possível. Tomara que consigamos.
Abração!

Seguidores

Quem sou eu

Minha foto
Hombre, 31 anos, formado em publicidade e louco por cinema, hqs e música